terça-feira, 18 de dezembro de 2007

RIR

Uma coisa nao se pode negar, este senhor tem bastante piada:

"O meu dever elementar é não ficar agarrado a funções e não fechar a porta às pessoas mais novas."
Fidel Castro, ontem

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

BOSTON CELTICS

Desde há umas 2 semanas dei-me a querer saber os resultados dos Boston Celtics na NBA, e a inclusivamente consultar o site da NBA para ter mais informação, coisa que não fazia seguramente há mais de 15 anos.
Na minha adolescência, e nos primeiros contactos que a nossa RTP nos permitiu ter com a NBA, tive o privilegio de me deixar fascinar por aquela equipa de verde que conquistou 2 títulos da melhor liga do mundo em 1984 e 1986, e que era liderada por Larry Bird, um dos 3 melhores jogadores de sempre na historia deste desporto, juntamente com Michael Jordan e Magic Johnson.
A minha paixão pelos Celtics reacendeu este ano com a excelente campanha que a equipa está a fazer, tornando-a neste momento a mais seria candidata ao titulo deste ano. Espero, daqui a uns meses, poder vibrar na final como vibrava com a magia de Larry Bird, Danny Ainge, Kevin McHale, Dennis Johnson and Robert Parish.

Para quem não teve a oportunidade de ver jogar Larry Bird, aqui fica um pequeno sabor.


Video 2
Nunca ninguém teve tanto protagonismo neste blog como a Michelle Brito.
Uma semana no topo!!!!

domingo, 9 de dezembro de 2007

MICHELLE BRITO



Em apenas dois "sets", com parciais de 7/5 e 6/3, Michelle Brito escreveu uma das páginas mais brilhantes da história do ténis português, ao conquistar, na Flórida, a 61ª edição do "Orange Bowl", o oficioso Campeonato do Mundo de juniores.
Perante a também sensacional norte-americana Melanie Oudin, que vinha numa senda de 27 (!) sucessos consecutivos, a portuguesa, de apenas 14 anos (10 meses e 11 dias), logrou um triunfo histórico, já que nunca um tenista português lograra um resultado tão brilhante neste evento onde, tradicionalmente, só vingam as grandes estrelas do futuro da modalidade.
Nos 60 anos de história da prova fundada por Eddie Herr em 1947, já se sagraram campeões tenistas como o suíço Roger Federer e a belga Justine Henin, actuais líderes mundiais.

Chris Evert, Bjorn Borg, John McEnroe, Ivan Lendl, Gabriela Sabatini, Jim Courier, Anna Kournikova, Elena Dementieva, Andy Roddick, Vera Zvonereva e Marcos Baghdatis são outros nomes sonantes que figuram na galeria de vencedores do Orange Bowl.

Muitos parabéns e vamos esperar que nos possa dar muitas alegrias num futuro próximo, como por exemplo ganhar um Grand Slam.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

we all should listen to

the Manchester Orchestra - "wolves at night" do album "i´m like a virgin losing its child" ao vivo no David Letterman Show.

AMOR A PORTUGAL

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

VENEZUELANOS DIZEM NÃO

Não pode deixar de ser surpreendente o resultado final do referendo sobre a reforma constitucional proposta por Hugo Chávez.
Para muitos que diziam que Hugo Chávez era imbatível, o povo venezuelano mostrou ao mundo que a democracia é algo que muito prezam.
Hugo Chávez reconheceu já a derrota, dando uma imagem de democrata, mas aguardam-se os seus próximos esquemas para se perpetuar no poder.

Da minha parte, parabéns ao povo venezuelano.

domingo, 2 de dezembro de 2007

EURO 2008

Realizou-se hoje o sorteio para o EURO 2008.
Á primeira vista parece acessível.
Veremos em 7 meses.

Group A match schedule
Date Time (CET) Match Stadium City
Sat 7 June 18.00 SUI v CZE St. Jakob-Park Basel
Sat 7 June 20.45 POR v TUR Stade de Genève Geneva
Wed 11 June 18.00 CZE v POR Stade de Genève Geneva
Wed 11 June 20.45 SUI v TUR St. Jakob-Park Basel
Sun 15 June 20.45 SUI v POR St. Jakob-Park Basel
Sun 15 June 20.45 TUR v CZE Stade de Genève Geneva

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

SÓCRATES E O NATAL

"A retórica de Sócrates leva-o a parecer dar sem nada pedir, prometer sem nada exigir, quebrando a lei da troca recíproca do laço social e político. Nisso faz lembrar o Pai Natal."

José Gil, "Visão", 29-11-2007

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

um incêndio chamado chavismo

enfim... o bastante foi já dito sobre a grosseria e a tacanhez pessoal de Chavez. Importa sobretudo perspectivar as consequências políticas para a américa do sul da política neo-castrista e pseudo-revolucinária protagonizada por Chavez. E falar da américa do sul é falar de como Chavez tem procurado financiar e alargar a sua esfera de influência naquele sub-continente, passando a mão no pelo e pagando campanhas políticas de testas-de-ferro, de "vozes do dono" como são Evo Morales na Bolívia e Rafael Correa no Equador - ambos são parte da folha de pagamentos de Chavez e da truculência ignorante do seu discurso político.
Contudo, o incêndio a que Chavez insiste fazer ignição começa a causar sérios problemas na estabilidade política dos seus comparsar e da américa do sul em geral... Álvaro Uribe, presidente da Colômbia desautorizou Chavez como interlocutor e mediador do conflito armado que naquele país acontece com as FARC (rebeldes marxistas subsidiados por Chavez, que mantêm em cativeiro Ingrid Bettencourt anterior candidata á presidência da Colômbia).
Agora Morales é confrontado com a possibilidade de cisão da Bolívia, pela ameaça da algumas das suas províncias mais ricas (6 em 9) declararem a independência caso a carta constitucional proposta por Morales - e elaborada pelo seu próprio punho - seja aprovada (enfim, pelos procedimentos, vemos como Chavez escolhe bem os seus acólitos!).
Veremos como se safam aqueles que pela trulência e pelo populismo insistem em incendiar todo um continente. Que fique igualmente clara que - ao contrário do primeiro-ministro - para mim Portugal não é nem pode ser a casa de Chavez!

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

O FUTURO É JÁ

Mais uma lista independente a vencer umas eleições autárquicas no concelho.
Motivo de reflexão para todos os partido políticos, nomeadamente para os 2 maiores.
Será que o farão?

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

terça-feira, 20 de novembro de 2007

A POLITICA INTERNACIONAL DO SR. SÓCRATES

São sem dúvida curiosas as regras que ditam a politica internacional do Sr. Sócrates.
Convida Robert Mugabe, recebe Hugo Chavez, e recusa-se a conversar com o Dalai Lama.

E não me venham com a desculpa da Presidência da União Europeia.
Os princípios não mudam.

Quem será o próximo?

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

DECISÃO CORAJOSA

A edição de hoje do Terras da Feira leva á primeira página, e com título de destaque a seguinte noticia:
Feira Viva “leva” menos 4.000 euros.

Uma diminuição de 4 mil euros num total anterior de 2.652 mil euros.
Temos então, 4 a dividir por 2.652 igual a 0,001.
Significa que a Câmara Municipal teve a coragem politica, provavelmente baseada em politicas inovadoras, de diminuir a contribuição para a empresa municipal em 0,1%.

Digam-me lá se isto não deve ser noticia...

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

O AUTO-PROCLAMADO DEMOCRATA

Na sequência do post anterior aqui ficam as imagens.




Um auto-proclamado democrata que quer ser Presidente de um país para o resto da vida.

porque não te calas?

Demagogo, ditador, populista, rasca, arregimentador, provocador, mal educado, mentiroso, ilusionista, palrador, manipulador, tirano, agitador, déspota, medíocre, instigador, falacioso, preverso, verborrento, ordinário, logorrento, desqualificado... PORQUE NÃO TE CALAS?

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

OPINIÃO.


Pina-Fest *

«Exmo Sr. Director,
Ao que parece, e ao contrário do que nos querem fazer crer, nada muda por terras de Santa Maria da Feira. Quando estava já perto de acreditar que, do topo das Guimbras, o nosso mui belo e amado castelo abraçava satisfeito, através de suas torres, o progresso das ruas e gentes desta cidade, eis que de novo pequenos mas indesmentíveis sinais reacenderam-me a convicção de que aquelas pedras, ao invés de exultarem, apiedam-se chorosas do destino bastardo que coube em sorte aos que por cá habitam.
Enquanto lhe escrevo estas linhas, esperançoso de que o seu saber profundo sobre a história e os costumes da comunidade feirense possa ajudar-me a responder a algumas interrogações de que não logro desembaraçar-me sozinho, Santa Maria da Feira recebe mais um evento cultural, semelhante a outros em que tem sido pródiga nos últimos anos – desta vez não medieval, mas bem moderno, em torno da fabulosa invenção dos irmãos Lumiére; não de rua, mas confinado a espaços interiores, com projecção de filmes e a apresentação de espectáculos musicais.
Ora se a acuidade da iniciativa parece indiscutível, os espaços onde ela se realiza dão que pensar (creio que a mim como muitos/as outros/as) o que sendo em princípio uma pertinente virtude de qualquer iniciativa cultural (fazer pensar) é neste caso um empecilho notório ao desfrute pleno do cardápio artístico.
Numa rápida observação dos cartazes de divulgação do evento em causa, o FEST, saltam à vista as entidades organizadoras: CMSMF, a Feira Viva e a Associação Fest. Muito bem… entidades que nos merecem o maior crédito, três instituições de reconhecido mérito e provas dadas na promoção e desenvolvimento do concelho da Feira. Passamos depois os olhos pelos locais dos espectáculos musicais: Europarque (excelente); cine-teatro António Lamoso (insubstituível); e Escadas para o céu (para o quê?... Para o céu… E como na Feira o céu conduz necessariamente ao castelo, digo e repito, que as suas pedras choram lá no alto).
É aqui que o deambular concupiscente entre as memórias de luz e som do Lamoso se desvanece e começo a pensar, o que, desculpe a franqueza Sr. Director, é uma chatice, pois são belas as recordações do Lamoso…
Então não é o director da Feira Viva (uma entidade pública) um dos proprietários do Escadas para o céu (uma entidade privada)? Então não é objectivo do Escadas para o céu gerar lucro para o(s) respectivo(s) proprietário(s) e o objectivo da Feira Viva gerar lucro (financeiro e cultural) para todo o município da Feira? Então não é objectivo das iniciativas culturais da Câmara Municipal (FEST-sound) pagas também, directa ou indirectamente, por todos nós, trazerem benefícios à comunidade no seu conjunto, colocando em pé de igualdade todas as empresas privadas do concelho (o Porta13, o Dom Petisco, o Escadas para o céu, a Cafetaria, entre muitos outros) ao invés de colocarem em situação privilegiada um dos seus funcionários (Pina-FEST)?
Diz-se que à mulher de César não basta ser honesta, tem também que parecer honesta, mas quem o disse era romano e nós somos feirenses, Sr. Director.
Entre nós dir-se-á que não nos basta ser como iguais debaixo deste maravilhoso céu em que o castelo se impõe e tudo domina. É preciso ainda que tenhamos escadas, cada um a sua, não para o céu, mas para o fest, ou o festim, ou o festival ou lá o que seja que a mulher de César decida parir.
Esperando ansiosamente uma resposta sua, despeço-me respeitosamente, enviando-lhe as minhas mais cordiais saudações.»
* Miguel M. Ribeiro
EDIÇÃO ON-LINE «TERRAS DA FEIRA»

sábado, 10 de novembro de 2007

SINGAPURA E O FUTURO

O crescimento económico no sudeste asiático tem sido forte nos últimos anos, mas nada se compara ao impressionante crescimento de Singapura. Este ano, e até ao terceiro trimestre a sua economia cresceu 9,4%.
O seu rendimento per capita é já maior que o de países como Espanha e Nova Zelândia.
Um país sem qualquer tipo de recursos naturais, um país desenvolvido, mas que cresce a um ritmo de um país subdesenvolvido.
Singapura suportou o seu crescimento num limpo e eficiente governo e sector público, e construindo um dos melhores sistemas de educação do mundo.
Singapura conseguiu nos últimos 30 anos adaptar-se e antecipar os desafios que se colocam na região e no mundo, encontrando soluções que lhe permitem continuar a ter uma economia cavalgante.
Como o fez no passado, continua a faze-lo no presente.
O boom económico de Singapura atraiu milhões de imigrantes para esta cidade-estado, e, actualmente, um terço dos seus residentes nasceu noutros países.
Para manter o crescimento económico, e reduzir a pressão para aumentos salariais, o governo de Singapura pretende admitir mais estrangeiros, e planeja aumentar a sua população de 4,7 milhões de pessoas para 6,5 milhões no próximos 40 anos, na grande maioria a custa de imigrantes.
Para um país que tem apenas 700 km2, a solução não se afigura fácil. Apesar de ter pouco espaço para tanta gente, Singapura orgulha-se de ter bastantes espaços verdes, e a primeira decisão foi que estes não seriam sacrificados para acomodar o aumento de população.
De forma inovadora, ou não, as soluções passam por 3 diferentes tipos: para o lado, para cima, mas também para baixo.
Para o lado, conquistando terra ao mar, para cima, construindo edifícios mais altos, mas também para baixo. As estradas que ocupam 12% da área de Singapura vão começar a ser colocadas debaixo do solo, assim como todos os depósitos de petróleo e outros que ocupam um parte significativa do território. Depois, talvez, casas, edifícios públicos, estádios, quem sabe?

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

LITERATURA NO CHILE

Numa recente sondagem no Chile, 45% dos entrevistados declarou que nunca liam livros, e 35% que só o faziam ocasionalmente.
Tendo estes dados, a Presidente da República chilena, Michelle Bachelet decidiu que devia fazer algo para mudar esta situação.
Tomei então a decisão de criar um esquema de entrega a 400.000 famílias de uma caixa com 9 livros cada.
Depois de muita discussão, um júri chegou a uma lista final de 49 livros para incluir nas ditas caixas.
Entre os títulos contam-se obras de Isabel Allende e Pablo Neruda, os dois maiores escritores chilenos, assim como outros escritores como Franz Kafka, Oscar Wilde, Gabriel García Márquez e Ernest Hemingway.
Os críticos desta medida chamam-lhe uma medida populista, perguntando se um carpinteiro de um pobre distrito de Santiago estará interessado em ler “Metamorfose” de Kafka.

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

domingo, 4 de novembro de 2007

The Beach


Pura sorte. Encontrei a Praia. A unica forma de ca' chegar e' de barco (Mas nao estou numa ilha). Aqui nao ha' carros. Apenas praias. 3 praias. Turistas alguns. Mas nao demasiados. E o cenario e' simplesmente fabuloso. O nome da praia nao vos digo. E' segredo... Digo apenas que fica na Tailandia, AHAHAHAH.

Angkor What?


Entao aqui fica uma imagem singela do templo...

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

CONFIRMA-SE


O ditador e sanguinário Robert Mugabe vai estar em Portugal.
Para quem não sabe, o Zimbabwe é alvo de sanções por parte da União Europeia por violação dos direitos humanos e repressão da oposição.
Politicas deste senhor.

domingo, 28 de outubro de 2007

Onde estou?


A pedido de inumeras pessoas (pai e mae) venho informar o meu paradeiro. Apos uns dias a adaptar-me a diferenca horaria em Bangkok, avancei para a republica socialista do vietname.


Uma breve nota para referir que de "socialista" apenas vi chapeus e t-shirts. Esta moda - vide comunismo - vai-se esfumar rapidamente.


Do Vietname parti para o Cambodja, onde me encontro neste momento a escrever estas breves palavras.


O periplo esta quase a terminar. Faltam uns dias numa praia paradisiaca para repor energias.




PS: Correm rumores de que fugi por causa do fisco. Sao so rumores inventados por invejosos. Estou pura e simplesmente de férias.
PS2: Foto do Mausoleu do Ho Chi Minh

sábado, 27 de outubro de 2007

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

PRÉMIO SAKHAROV 2007


O Parlamento Europeu atribuiu hoje o Premio Sakharov a Salih Mahmoud Osman, um advogado baseado no Darfur, Sudão, e que se dedica a apoiar as vítimas da Guerra Civil no Sudão.
Mais um acto que se espera possa ajudar na resolução do conflito do Darfur, um das mais sangrentos conflitos no mundo.

SINGAPURA E O PAPEL DA FAMILIA...

O sexo oral e anal consensual entre adultos heterossexuais acaba de ser legalizado em Singapura, mas o facto destas práticas continuarem a ser punidas se estiverem envolvidos pessoas do mesmo sexo desencadeou um forte movimento de protesto da comunidade gay.
Uma petição, que recolheu 2.341 assinaturas em três dias, considera "injusta" a descriminação e reivindica que a legalização do sexo anal e oral seja extensiva aos gay.
O primeiro-ministro Lee Hisen Loong critica esta reacção: "Quanto mais os activistas gay protestarem, mas forte será a reacção das forças conservadoras. O resultado será contraproducente, pois vai limitar o espaço da comunidade gay em Singapura".
A legislação em vigor naquela cidade-Estado asiático pune com uma pena de prisão até dois anos os cidadãos que pratiquem o fellatio ou cunnilingus com um parceiro do mesmo sexo e, ainda, quem sodomize ou seja sodomizado por um homem.
Lee explicou que a liberalização do sexo oral e anal entre heterossexuais visa reforçar o papel da família como célula de base da sociedade, acrescentando que em Singapura o conceito de família tem como base a relação entre um homem e uma mulher casados.
As alterações à moldura legal que enquadra os actos sexuais em Singapura incluem a proibição da necrofilia e a adopção de penas mais duras para quem praticar sexo com menores de 14 anos.

IN EXPRESSO

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

BRINCAR AOS BANCOS



Por tudo o que sem tem passado á volta do BCP das duas uma:
- ou o BCP é um banco de brincar
- ou Portugal é mesmo um paraiso para algumas pessoas, vale tudo.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

PRÉMIO



Joaquim Chissano, Presidente da República de Moçambique, foi galardoado com o prémio “Prize for Achievement in African Leadership”.
Na sua primeira edição, e patrocinado pela Mo Ibrahim Foundation, o prémio é um reconhecimento pelo papel desempenhado por Chissano na transição de uma situação de conflito para uma situação de paz e democracia.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

O MENINO GUERREIRO VOLTA A ATACAR


Por destino,
a grandeza persegue-nos.
a sua ausência
lança-nos esta sombra que sempre trazemos pelo coração...

mariza no david letterman show a 11 de Outubro de 2007.

JOGOS ESQUECIDOS

Para quem anda na casa dos 30s, e possivelmente nos 20 e muitos, estas palavras devem trazer recordações.

Mosca
Esquenta
Calca pés
Elástico
Estátua
Lenço
Jogo sem bola
Mata

Boas ou más?

domingo, 14 de outubro de 2007

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

UM DOS PRÉMIOS NOBEL DA PAZ



Reacções portuguesas:

Filipe Duarte Santos, especialista em alterações climáticas, considera merecido o Nobel da Paz atribuído a Al Gore, sublinhando que o antigo vice-presidente norte-americano desempenhou um papel muito importante junto da opinião pública.

Carlos Pimenta, antigo secretário de Estado do Ambiente, "estou muito contente. A primeira vez que eu vi Al Gore apresentar aquilo que muitos anos depois passou em filme foi em 1988. Nessa altura ninguém acreditava no problema das alterações climáticas. Al Gore teve a coragem, desde essa altura, de chamar a atenção de que este problema tem consequências catastróficas para a humanidade e implica uma mudança radical da forma como usamos os combustíveis».

Viriato Soromenho Marques, conselheiro de Durão Barroso na Comissão Europeia para a área da energia e Alterações Climáticas, considerou que o Nobel da Paz dividido entre Al Gore e o Painel da ONU é uma «exelente notícia».

O partido ecologista Os Verdes condenou hoje a atribuição do Prémio Nobel da Paz 2007 ao ex-candidato à administração norte-americana Al Gore. O contributo de Al Gore para as alterações climáticas resulta, segundo a deputada Luisa Apolónia, do "mediatismo que decorre de um posicionamento de tensão ao nível económico" que lhe permitiu esse mediatismo. "Há que lembrar que Al Gore não fez das alterações climáticas uma bandeira na sua campanha [à presidência dos Estados Unidos]. Isso só veio numa fase posterior", através do filme "Uma Verdade Inconveniente".

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

the white boys who stole de blues


The Black Keys - Thickfreakness, LIVE on Conan O'Brien. Obrigado mano!

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

MAIS UMA EXPERIENCIA

22 milhoes de pessoas
Hora de ponta das 17 ás 23 horas
Puro rock'n'roll perante 40 mil pessoas
Beleza feminina é coisa rara
60% dos homens usam gel no cabelo
Uma excelente refeicao completa por 35 centimos
História e cultura

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

the gifted and the talented to the stage


Triumph the Insult Comic Dog - the red carpet at the tony awards, junho de 2007.

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

the talented and gifted to the stage


kt tunstall, "hold on" - drastic fantastic lp, editado por vigin records, setembro de 2007.

AINDA AS ELEIÇÕES NO PSD.

Numa atitude de grande dignidade, decência e abnegação (algo, aliás, de «pouco visto» na actividade político-partidária!) alguns Presidentes de Concelhias e Distritais do PSD, que haviam dado, de forma pública, aberta e transparente, o seu apoio a Marques Mendes, face à derrota deste, colocaram o seu lugar à disposição, provocando a antecipação de eleições nas respectivas Secções e Distritais.
Todavia, são ainda poucos ... aliás, muito poucos!?!
Com efeito, os demais (Presidentes de Concelhias e Distritais) apoiantes «derrotados» de Marques Mendes «calam-se bem caladinhos«, colam-se que nem lapas ao seu «pequeno rochedo» e, não tardará muito, serão grandes indefectíveis de Menezes!

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

AS MINHAS IMAGENS DO MUNDO 12


Preparado para voar

terça-feira, 2 de outubro de 2007

ser bolivariano

Hugo Chavez tem um plano bolivariano. E o plano bolivariano, nas suas diferentes vertentes, económica, social, cultural e educacional, sendo uma maquinação brilhante directamente saída da própria cabeça do chefe Hugo Chavez, tem de ser escrupulosamente cumprida. Que o digam as escolas e as universidades privadas da Venezuela: o bolivarianismo teórico elaborado por Chavez deve ser a cartilha educativa que toda a criança venezuelana deve conhecer como o novo credo político da venezuela chavista (lavagem cerebral, é o termo adequado). Eis como todo um país se fecha na cabeça de um paraquedista (sem desprimor para todos os demais!). Quem assim não proceder, quem não aceitar esse empobrecimento de conteúdo educativo exigido por Chavez, verá a sua escola, universidade, nacionalizada.
O que espanta é que alguém com credenciais democráticas como o Dr. Mário Soares, tenha ontem em entrevista na Sic notícias, passado a mão no pelo do ditador, relativizando - ou pretendendo relativizar - o seu papel atentatório da democracia venezuelana. Mas isto de comentadores, tem muito que se lhe diga!

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

HAPPY WORLD MUSIC DAY!


E AGORA?

NÃO GOSTAVA DO PSD «MENDISTA»!

NÃO ACREDITO NO PSD «MENEZISTA»!

O PSD DE MENDES TINHA UM DISCURSO PRIMÁRIO E ATÁVICO!

O PSD DE MENEZES TERÁ, COM TODA A CERTEZA, UM DISCURSO POPULISTA E DEMAGÓGICO!

E AGORA?

sábado, 29 de setembro de 2007

O PSD ESTÁ DOIDO

Se me permitem este desabafo antes de abandonar o Velho Continente e parafraseando o senhor do post abaixo.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

... DE UM DIFERENTE PARTIDO!



Joaquim Magalhães Mota, um dos três fundadores do PSD, morreu, esta quarta-feira, em Lisboa.
Magalhães Mota fundou o Partido Social-Democrata juntamente com Sá Carneiro e Pinto Balsemão, em 1974.

drinking portugal´s spirit *



"If I am being honest the World Cup has been pretty boring so far, baring the odd match here and there, and with the pool schedule passing the half-way stage I don't see much hope of improvement. You would think the prospect of the knock-out stages would be something to look forward to, but sadly it is not the case. And there is one reason in particular for this lack of enthusiasm: Portugal will have gone home already. Yes, you did read that right. In a tournament where professionalism is the key ingredient we have seen the camaraderie of days gone by, forgotten, lost in the snottiness of an overly professional approach. Thank goodness then for Portugal, for whilst they have not set the tournament on fire with their rugby, they have added a special something to the otherwise mundane goings on.

The highlight for me was their impromptu game of football with the All Blacks, despite having just suffered a huge defeat. This solitary act showed that the Portuguese are, in my eyes, above every other team at the tournament. They reached out to the All Blacks in a way unbeknown in the modern era, and credit to Dan Carter and company for accepting the challenge. Yet it goes beyond such acts, for Portugal have brought a unity to this tournament that we have not seen in rugby for a long time. For they are, with all due respect, the ultimate underdog, and there is not a soul who does not wish them every success. If you don't believe me, just listen to the crowds get behind them. Never has there been a more popular score than when Rui Cordeiro burrowed over against the All Blacks, to the delight of millions the world over. One senses maybe even Graham Henry cheered it on the inside, even if his stoic glare suggested otherwise.
Everywhere they go they spread their love for the game, and there side is packed full of characters fulfilling their wildest dreams. That is what makes them appreciate every minute they spend at the World Cup, for they may never get such a chance again. The squads of Australia, South Africa, England, Wales and France all know there will probably be another World Cup for them, but not so Portugal. So whilst they have taken their rugby seriously they have taken a refreshing mindset off the field. They have not locked themselves away from the media and fans, instead they have embraced the entire package that is their World Cup. What price then for a Portuguese victory in their final game, one which they may actually go into as favourites. Surprising as that sounds for a team ranked 22nd in the world, Portugal have displayed a far superior brand of attacking rugby to Romania.
I for one will be right behind Os Lobos, a side who have found a special place in my heart, with their unique approach to a tournament that so desperately needed a breath of fresh air. Let us pray that the IRB recognise as much and endeavour to push the second-tier nations forward, so that come 2011, the World Cup matches will not be as one-sided and boring. And finally, dare I say it, Viva os Lobos! Fazer-nos sentir orgulhosos esta terça-feira. Boa sorte e obrigado!.


By Marcus Leach"


* texto retirado do site PlanetRugby.com

we all should listen to


"d.a.n.c.e" - justice.

COM O POVO BIRMANÊS



17 anos após as eleições democráticas que deram mais de 80% dos votos a Aung San Suu Kyi, e posteriormente não reconhecidas pela Junta Militar que gere o país, o povo birmanês saiu novamente á rua lutando por princípios tão básicos como liberdade e democracia.
Desta feita com uma particularidade, o movimento é liderado pela Aliança de Todos os Monges da Birmânia, que se espera obtenha um resultado diferente daquele de 1988, onde movimentos pró democracia foram esmagados de forma brutal, contando com o apoio do governo chinês, que um ano mais tarde faria o mesmo na Praça Tiananmen, em Pequim.

As vidas dos monges birmaneses e de todo o povo da Birmânia depende da forma como a comunidade internacional agir desta feita, sendo certo que o governo chinês terá uma postura diferente, ou os Jogos Olímpicos não estivessem aí á porta.

"Love and kindness must win over everything" - faixa transportada pelos monges budistas

terça-feira, 25 de setembro de 2007

ELEIÇÕES NO PSD - MOMENTO DIFÍCIL E TRISTE!

Votos «arrebanhados»!
Votos «acrescentados»!
Votos «rejeitados»!
Desistências?
Impugnações judiciais?

Momento difícil, triste ... muito triste!!!

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

os barbaros e nós

mérida, teatro romano.


A única conclusão que que o teatro romano em Mérida permite, é tornar evidente o seguinte: a necessidade e a actualidade de uma simples ideia, de um simples dado da vida, a de existirem os bárbaros e de por oposição a estes, existirmos nós. Houve sempre algo que nunca me saiu da cabeça e que estabelece perfeitamente esta diferença civilizacional entre o Sul e o Norte da Europa, que permanece - os romanos nunca passaram além do danúbio e no espaço de tempo em que eventualmente o chegaram a fazer, nunca conseguiram permanecer mais de 50 anos (a máxima extensão foi conseguida por Trajano em 117 d.c.).

E essa diferença civilizacional é óssea e permanente: basta sentarmo-nos no anfiteatro em Mérida, contemplando a altura das suas colunas coríntias em mármore branco na base, rosa e o contraste que provoca no céu azul. Basta emocionarmo-nos pelo facto de tão enorme estrutura ter sido erigida a 3.000 quilómetros de distância da capital império, para promover a arte aos que 20 anos a.c. tinham o privilégio de se sentar nos seus 6 000 lugares, abrigados do Sol e do calor por uma extensão retráctil de linho que cobria todo o anfiteatro e tornaria ainda mais agradáveis as noites de Verão em que representariam plauto ou terêncio, ou reviveriam o teatro grego de sófocles ou eurípedes.

No intervalo todos se recolheriam ao foyer, uma estrutura quadrangular, igualmente sustentada por grossas colunas e generosamente aberta como uma pérgola aos gloriosos jardins que se cultivavam no seu meio. Seguramente impressões sobre outros assuntos seriam trocadas, amigos reencontrados, convívios estabelecidos enquanto se aguardavam mais uma troca de cenário. Havia camarins, banhos públicos e saneamento.

Por isso existimos nós e os bárbaros. Porque estes, na igual medida de tempo, cobriam-se de gordura animal e cascas de árvores e ainda hoje, a sua grande maioria, não entende ou alcança a delicadeza que se esconde numa garrafa de vinho. O patamar de civilização foi estabelecido aqui há dois mil anos e Mérida é ainda a sua respiração, a sua actualidade inquestionável na provincia da Lusitânia, agora que o bárbaro rendido e por isso objecto de um polimento temporal, também a ela a ela passou a aspirar.

1923-2007


MARCEL MARCEAU

ELEIÇÕES NO PSD?


- 4 (QUATRO) MILITANTES PAGAM AS QUOTAS DE 3.000 (TRÊS MIL) ...
- MENEZES PODERÁ VIR A PROPÔR ADIAMENTO DO ACTO ELEITORAL ...

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Meninos dos papás

Um destes dias, um amigo contou-me ter assistido a uma cena verdadeiramente surreal:
os jovens recém entrados na Universidade, iam com os paizinhos efectuar as inscrições à Faculdade e posteriormente, enquanto eram praxados, os papás ficavam ao seu lado, como que a dar apoio moral, segurando-lhes os seus pertences....

Pensei: É mau de mais para ser verdade!... Mas é mesmo!

AMADO OU ODIADO



Só acontece aos melhores ser amado ou odiado, e este é um dos melhores, senao, o melhor treinador do mundo.
Uma coisa é certa, devem ser tantos treinadores a tremer por essa Europa fora.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

AQUILINO RIBEIRO.

Regicida?

Merecedor de honras de Panteão Nacional?

Está aberta mais uma «piquena» polémica ...

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

o desporto, a camaradagem, a vingança *

Sedici mete in 80 minuti, poi la proposta All Blacks: «Abbiamo un pallone rotondo» Due birilli per la porta, campo per il largo e i portoghesi rimontano da 0-1: vittoria.

"Tutto comincia quando già sembra finito. Partita archiviata (108-13), pubblico quasi sfollato, giocatori spogliati e docciati. Non tutti. Chi è andato in panchina o in tribuna e chi non ha giocato 80 minuti, adesso sta sul campo: allunghi, passaggi, stretching, cose così. INTRUSO Poi spunta un pallone. Ma rotondo. Sono gli All Blacks a calciarlo in campo. Basta uno sguardo complice e alè: «Volete la rivincita? Giochiamo a pallone». Due porte immaginarie segnate con quei coni da lavori stradali, campo per il largo, sette contro sette, otto contro otto, chi c' è c' è, portiere volante. Nuova Zelanda: All Blacks, maglia nera, aderente, con microscariche elettriche. E Portogallo: i Lupi, maglia amaranto, abbondante, di cotone. Niente arbitro, com' era quasi due secoli fa, nel rugby. E per stavolta, niente Haka. Gli All Blacks giocano a fisarmonica, il Portogallo a folate. Carl Hayman, pilone, un Tir di 1.93 per 120 kg, non sembra a suo agio come nelle trincee di prima linea. Questo strano pallone rotondo, dai rimbalzi così banalmente prevedibili, gli sembra ipocrita: lo tocca quasi con fastidio. Più a suo agio Dan Carter, apertura, un Apollo di 1.79 per 91, che con un sinistro languido accarezza cross al centimetro. E Byron Kelleher, mediano di mischia con il pallone ovale, mediano di spinta con quello rotondo, ringhia. Inevitabile che gli All Blacks passino in vantaggio: è Andrew Ellis, mediano di mischia, comunque 1.82 per 89 kg, che pilota il pallone in gol. RISCOSSA Il Portogallo - direbbero in tv - non ci sta. Ma sono ancora gli All Blacks a sfiorare il gol: peccato che i tiri, a porta vuota, diventino perfette trasformazioni, fra i pali ma ben oltre la traversa. E' a questo punto che il Portogallo reagisce. E il suo eroe si chiama Pedro Cabral: apertura, con i suoi 72 kg è il più leggero rugbista del Mondiale. Ma è un ballerino nato. In tutte e due le occasioni va via in slalom su Richie McCaw, giudicato il più forte giocatore di rugby del mondo, ma qui un po' imbranato, e poi infila. E in gol va anche David Mateus, ala, un componibile portoghese dell' Ikea alto 1.85 per 95 kg. Finale: 3-1. E dopo aver festeggiato la prima meta con gli All Blacks, adesso i Lupi celebrano anche la prima vittoria. CON L' OVALE Il match ufficiale è un' altra storia. L' imbattibilità dei portoghesi sembra eterna, poi, orologio alla mano, dura 3' esatti (comunque la nostra, contro gli All Blacks, solo 1' 06"). Da una parte si gode ogni meta (16, di cui 14 trasformate; comunque Joe Rokocoko e Jerry Collins sono di un altro passo, di un' altra categoria, di un altro sport), dall' altra si osanna ogni azione (una finta dell' apertura Malheiro, un intercetto del seconda linea D' Orey, uno slalom dell' estremo Leal). Coraggio e passione, l' incoscienza dei rischi presi, la coscienza della storia scritta. Il Portogallo ha tutto della squadra amatoriale: sorriso, passione e fisico. E all' inizio del secondo tempo, quando approfitta di un' amnesia dei trequarti neozelandesi e conquista un bunker a un tiro di sputo dalla meta, viene portato dentro a suon di clavicole (le loro) e di ola (del pubblico). Con un drop prima, la trasformazione poi, e un calcio infine, fanno 13 punti. «Un miracolo - esulta Tomaz Morais, il c.t. -. Questa è gente che si allena la mattina prima di andare a lavorare, e la sera dopo aver lavorato. Tutti dilettanti, ma il loro impegno è più professionale di quello dei professionisti». Comunque, una giornata da non credere. Quelli che ne prendono 108 sono ringraziati e abbracciati. E quando le leggende nere salgono sul pullman e tornano in albergo, salutano centinaia di sostenitori portoghesi ancora lì a raccontarsela su, facendo ciao-ciao dal finestrino. Gli All Blacks avranno pensato: cose dell' altro mondo. Che, dal loro punto di vista geografico, non è neanche sbagliato."

MARCO PASTONESI LIONE (Francia)

* artigo retirado da edição on-line da Gazzetta dello Sport de 16 de Setembro.

RELAX

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

H5N2 - A Montanha Pariu um Rato


Após meses e meses de notícias e pânico, após milhares e milhares de planos para uma possível pandemia, o melhor que conseguimos foi uma estirpe de 2ª categoria...


Tenham dó.


HAKA

Os nossos heróicos lobos vão ter amanhã o prazer e a honra de presenciar um dos maiores espectáculos do mundo do râguebi in loco.
Com orgulho e respeito.
Como campeões.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

«Não sou infalível»


Vergonha?! Eu tenho é orgulho. Muito orgulho. Scolari já não é um estrangeiro. É PORTUGUÊS de pleno direito. 3 motivos principais:
1. Ele falha e todos os portugueses falham. E falham muito.
2. Vai falhar a qualificação para o Europeu e já muitos treinadores portugueses falharam.
3. Tem falta de Fair Play. Como qualquer português. Que o diga o João Pinto.
Bem-hajas Luso Scolari!

QUE VERGONHA!!!!!!!!!!!




quarta-feira, 12 de setembro de 2007

terça-feira, 11 de setembro de 2007

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

a igreja católica no mundo, hoje.

O Papa Bento XVI iniciará mais uma visita pastoral, desta vez à Austria. Nela está agendada uma sessão de recolhimento junto ao monumento das vítimas da Shoah, na Juden Platz, em Viena, sessão de recolhimento essa que pretende homenagear as vítimas da intolerância nazi. Esse mesmo facto não constituí de resto qualquer novidade e insere-se numa política cujos contornos se começaram a desenhar no Concílio Vaticano II, mas cujo impulso decisivo se deve a João Paulo II (lembre-se a sua visita à cidade Santa e o seu recolhimento junto ao muro das lamentações em Março de 2000, por exemplo) e que o Papa Bento XVI, ainda que naturalmente assumindo uma diferença de estilo e de registo, uma vez mais afirma. Essa mesma continuidade teve já outros exemplos, como a visita histórica à Turquia e à Mesquita Azul (com a profundidade simbólica de antes ter sido sede do catolicismo ortodoxo, antes da queda de Constantinopla, hoje Istambul) ou o convite efectuado pelo mesmo Bento XVI, à controversa figura do Mufti de Alexandria.

Isto uma vez mais para concluir que, nestes conturbados tempos de atrito civilizacional, a Igreja Católica é a única que, consistentemente, aborda a problemática internacional com a consciência clara dos perigos que ela hoje levanta, praticando uma política de apaziguamento e de diálogo com as restantes religiões e civilizações, à medida que, de igual modo, faz um exame da história (e da sua própria história) procedendo à sua contrição perante factos passados, mas sem que tal signifique a cedência nos seus valores, na sua matriz e historicidade, que de resto procura reforçar. É esse difícil equilíbrio sobre o qual hoje se aventura a Igreja Católica e todo o seu peso no mundo, sendo verdadeiramente percursora no estabelecimento de uma outra modalidade de relações civilizacionais, num mundo absolutamente globalizado e refém de generalizações e etiquetagens preconceitusosas, e onde o papel da religião como patamar de proximidade, de lastro ético para o futuro, tende de igual modo, a ser desvalorizado ou mesmo ridicularizado.

É por isso que a Igreja Católica deve ser merecedora da nossa admiração, por ser a única entidade global a compreender as necessidades do nosso tempo e de empenhar todo o seu conjunto de capacidade e influência política, no estabelecimento de uma cordialidade internacional, que tem por vector de proximidade e alavanca para o diálogo, o patamar ético e moral que para todos decorre da fé em Deus. De admiração igualmente, o facto de o Papa Bento XVI nao haver cedido nas convicções que sempre procurou manifestar e que se mantenha irreversivelmente empenhado nelas, apesar de toda a incompreensão de que foi vítima, a que não será estranha uma tendência no mundo ocidental para abdicar ou mesmo renegar, todo o lastro de espiritualidade cristã sobre a qual a sua história e a sua particular visão do mundo assenta, espiritualidade não renegada pelo Papa e que serve hoje como clara afirmação contemporanieadade, antes um mundo ocidental absolutamente relativizado e falho de consistência ética e ideológica.

Num mundo radicalizado por modos díspares de vivência, por sistemas de entendimento incompatíveis, a Igreja Católica e o Papa em particular, são os primeiros a compreender a actualidade igualmente radical de Deus e de todo o seu repositório ético e histórico, como ferramenta de proximidade entre civilizações desavindas.

Bem haja Deus e o Papa. Bem hajam todos aqueles que na tolerância pelos diferentes modos de adoração, encontram nesse reduto imemorial e imanente ao Homem que é a Religião, o espaço no qual o diálogo entre irmãos possa prosseguir, quando tudo o mais haja de soçobrar....

CASO MADDIE.

A confirmar-se que os fluídos biológicos constantes das amostras de sangue colhidas pela PJ na casa e no carro dos McCann pertencem ou correspondem ao ADN de Maddie, bem como, concomitantemente, que os pais da pequena venham a ser constituídos arguidos - tudo aponta, aliás, para que Kate já o seja no decurso do dia de hoje! -, a investigação levada a cabo, com zelo e eficácia, pela Judiciária dá um salto, surpreende tudo e todos, e, principalmente, demonstra que, por um lado, a investigação criminal em Portugal nada fica a dever à britânica (antes pelo contrário!) e, por outro lado, a «pressão» da imprensa das Terras de Sua Majestade teve tanto de sensacionalista e «tablóidesco» quanto de inócuo.

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

ONDE ESTÁ O PERIGO?

De 1 de Janeiro a 2 de Setembro deste ano morreram nas estradas portuguesas 551 pessoas, segundo o relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.
No mesmo periodo, no Iraque, perderam a vida 739 militares do exército norte-americano.

Sendo certo que o cenário é completamente diferente, é interessante verificar o quanto as nossas estradas matam.

campeonato do mundo de rugby - portugal


Rugby World Cup, 2007 - France

Domingo, dia o9 de Setembro, inicia-se a participação da selecção portuguesa de rugby no campeonato do mundo, algo inédito, mas fruto da iniciativa, do empenho e do trabalho de muitos e que produziu o resultado que se esperava, atento o patamar internacional já alcançado pela selecção no rugby de "sevens". Força Lobos!

ESPANHA, TERRITÓRIO ÁRIDO ...

A propósito da controvérsia gerada em torno do «post» infra publicado pelo nosso Caro Amigo e «Contributor» AMF, não posso deixar de alertar para o que segue:
Espanha - que, actualmente, é sede de uma Conferência da ONU de Luta Contra a Desertificação - é tido, nos dias que correm, como o país mais árido da Europa.
Na verdade, cerca de 30% do território espanhol está, de acordo com os especialistas, a ser alvo de transformação em zona desértica.
Acresce que o respectivo clima tem sofrido, de igual modo, profundas alterações, na medida em que tem vindo a «africanizar-se».
Radicará, porventura, neste facto a explicação para o néscio comentário que o leitor da «Marca» efectuou sobre Portugal e os Portugueses?

MORREU LUCIANO PAVAROTTI

Luciano Pavarotti faleceu ontem aos 71 anos, perdendo a batalha contra o cancro do pancreas.
Homenagem ao mais popular tenor de todos os tempos, que trouxe a ópera ao povo.

PAZ À SUA ALMA.

Figura e voz inesquecíveis.
Um «gigante da ópera».
Um dos maiores cantores de ópera do mundo , o tenor LUCIANO PAVAROTTI, morreu esta madrugada, vítima de doença prolongada.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

terça-feira, 4 de setembro de 2007

ACABADINHO DE ENCONTRAR

Portugal jogou contra Espanha na abertura do Campeonato da Europa de Basquetebol que se disputa em Sevilha. O resultado foi uma derrota por 56-82.
Para quem não sabe, a Espanha é a actual campeã do mundo de Basquetebol. Sim, campeã do mundo, mesmo á frente dos Estados Unidos, tidos como a grande potencia deste desporto.
Por isso o resultado ilustra perfeitamente as diferenças entre as duas equipas.
A propósito do jogo, e de um comentário na TV portuguesa que o resultado tinha sido bom, já que a Espanha não tinha chegado aos 100 pontos, aqui fica um comentário de um leitor online do jornal A Marca.

Portugal tiene en su deporte un reflejo de lo que es: un país de pena a la cola de Europa del Segundo mundo con sus habitantes que más bien parecen sacados de un poblado gitano, incluso los ricos como C. Ronaldo o Quaresma, Los lusitanos, recreándose en su pasado sin mirar al futuro pq ya está su hermano mayor España para sacarle como siempre en la Historia las castañas del fuego. Portugal=pandilla de acomplejados, vergüenza ibérica.

Para reflexão...

A MELHOR PIADA DOS ÚLTIMOS TEMPOS

José Saramago defendeu em Julho, numa entrevista ao "Diário de Notícias", a fusão entre Portugal e Espanha, sugerindo que daí poderia resultar um país designado Ibéria.
O escritor de 84 anos, que reside há 14 anos na ilha espanhola de Lanzarote, considera que Portugal, "com dez milhões de habitantes", teria "tudo a ganhar em desenvolvimento" se houvesse uma "integração territorial, administrativa e estrutural" com Espanha.

In "Público"

Com o devido respeito pelos velhinhos, este homem está senil.
Só falta dizer depois que a Ibéria devia ser governada pelo Partido Comunista Portugues.

domingo, 2 de setembro de 2007

O AEROPORTO DA PORTELA

"Nas horas de pico, as filas para os balcões são tão grandes que uma só pessoa demora cinco horas a ser atendida”

“Todos os dias o livro de reclamações é preenchido ate á ultima pagina”

“Aqui há de tudo. Bofetadas em funcionários, cuspidelas, murros nos computadores; até houve um passageiro que arremessou o filho que tinha ao colo contra nós”

“O aeroporto de Lisboa não está dimensionado para os voos que recebe – numa manha pode haver 400 passageiros a perderem as ligações”

“O aeroporto não tem capacidade para a procura que existe; nunca houve um plano que projectasse o crescimento da infra-estrutura face ao aumento do tráfego aéreo”

“Há passageiros que vem do Porto em 30 minutos e depois estão uma hora e meia á espera das malas”

“As companhias sabem que é impossível cumprir os horários – e os aviões levantam á mesma, com metade da bagagem que estava prevista”

“Há dias em que ficam mais de mil malas para trás”

“Por isso é que digo aos meus amigos para fazerem o check in o mais cedo possível – caso contrário, o mais provável é ficarem sem as malas”

“Outra situação frequente é avariarem-se as maquinas que verificam os cartões de embarque, passando esse serviço a ser feito pelos funcionários. Se os voos já estão atrasados, a pressa aumenta e o rigor diminui. E aconteceu que um passageiro com bilhete para o Porto acabou por apanhar um avião para Franca”

In Revista Visão

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

CAVACO SILVA. UM MÊS. TRÊS VETOS.

Por considerar que o diploma «poderá afectar negativamente a estabilidade e a coesão da instituição militar», o Presidente da República recorreu ontem, pela terceira vez este mês, ao veto político para travar a Lei Orgânica da GNR.
Terá Sócrates razões para ficar preocupado?
Estamos perante uma «mudança de estilo presidencial»?

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

BOA MÉDIA!

A Polícia Judiciária (PJ), durante o primeiro semestre de 2007, investigou, em média, um novo crime económico por dia, de acordo com o relatório da Unidade de Informação Financeira (UIF) daquela entidade.

NÃO HÁ FUGA QUE NÃO DEIXE RASTO!

Velha máxima da actividade investigatória pode vir a aplicar-se ao caso do financiamento ilegal da «Somague» ao PSD (€ 233.000,00), detectado pelo Tribunal Constitucional, referente às contas de 2002.
Resultado: Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, poderá ser chamado ao Parlamento Europeu para dar mais explicações!

HOJE ESTÁ IMPOSSÍVEL

45 graus centigrados.
9% de humidade.
Vento a 8 km/hora.

Maravilhoso!!!!

O SENHOR QUE SE SEGUE

Depois de Deco, Pepe é o senhor que se segue na nossa Selecção.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

EMPRESÁRIO DA NOITE PORTUENSE ABATIDO A TIRO

Foto e fonte: Correio da manhã.
«Três da manhã. Aurélio Palha, um dos mais importantes empresários da noite portuense, conversa com um amigo à porta do Chic, um dos muitos espaços de que é proprietário na zona industrial do Porto. Alberto, segurança de profissão, está ao seu lado quando ouve disparos. Esconde-se por detrás de um muro e só tem tempo para ver um carro escuro, que presume ser um Mercedes, fugir a grande velocidade. A viatura tem os vidros fumados e não é possível saber se levava um, dois ou mais indivíduos. Alberto só sabe que alguém disparou, quatro ou cinco vezes, do que presume ser uma pistola semi-automática, e que o amigo está morto. Aurélio jazia já com pelo menos um projéctil na cabeça. Não respirava, nada havia a fazer.»

SEMPRE QUE TENHO SAUDADES DE ME SENTIR PORTUGUES



Boas memórias.
E uma homenagem ao SENHOR TSF.
Único e inesquecivel.
Obrigado.

QUE GRANDE SALTO



Mais um herói portugues.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

terça-feira, 21 de agosto de 2007

DESCOBERTA



Thanks Karim.

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

FÉRIAS JUDICIAIS - CARTA ABERTA DO PRESIDENTE DO CONSELHO DISTRITAL DO PORTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS AO SENHOR MINISTRO DA JUSTIÇA

Estará V. Ex.ª de férias? Ou já as gozou?
Ou estará a pensar fazê-las?
E quando está de férias, quem o substitui?
E quando deixar de ser Ministro, irá prescindir das suas férias?
E vai gozá-las por quantos dias? Prescindirá dos 30 ou dos 22 dias úteis de férias?
E vai permitir que lhe imponham sempre o mês de Agosto como o seu mês de férias?
E vai permitir que lhe interrompam as férias vezes sem conta? Ou que, pura e simplesmente, não lhe permitam gozar férias?

Não sei responder a estas perguntas, mas, creia, que também não estou muito preocupado, porque V. Ex.ª, Senhor Ministro, é o responsável pela supressão das minhas férias, das férias dos Advogados e das férias das respectivas famílias. Por isso, não posso gostar de si, nem preocupar-me com V. Ex.ª ou com o seu bem-estar. E como eu, milhares de Advogados que trabalham em prática isolada e que detestam quaisquer formas societárias de exercício da profissão.

Uma coisa tenho, porém, por certa: é que V. Ex.ª nunca pode ter sido Advogado – apesar de gostar de dizer que o foi - e, agora, depois do que tem feito à Advocacia portuguesa e depois do que tem permitido que se faça à Advocacia portuguesa, nunca pretenderá ser Advogado. Por um só motivo: é que V. Ex.ª, Senhor Ministro, nunca prescindirá das suas férias.

Obviamente que estou zangado com V. Ex.ª, Senhor Ministro da Justiça. Porque a maioria dos Advogados, depois de si, Senhor Ministro, deixaram de poder ter férias.

Nós bem que dizemos a toda a gente que entrámos de férias, mas é só para «inglês ver», Senhor Ministro. Porque nós queríamos ter entrado e estar agora de férias. Mas são apenas palavras que não passam disso mesmo. Palavras. Porque férias…nem vê-las.

Errada e ufanamente V. Ex.ª declarou, em 2005, que a lentidão do sistema judicial ficava em grande parte a dever-se aos dois meses de férias judiciais. E então determinou que as mesmas teriam que reduzir-se a um só mês. O de Agosto.

E assim o pôs em letra de lei.
Todavia, logo a seguir recuou.
É que não se podia mexer nas férias dos magistrados e dos funcionários judiciais. Esses teriam que ver sempre garantidos, pelo menos, 30 dias de férias. Porque são funcionários públicos ou, como alguns dizem, têm vínculo à função pública.

V. Ex.ª, Senhor Ministro – se calhar porque nunca andou nos tribunais, ou, pelo menos, não andou o tempo suficiente – não sabia que era impossível conciliar as férias de todos os magistrados e funcionários com os turnos que, mesmo em férias, têm que ser garantidos para os processos urgentes (sim, porque os processos urgentes sempre andaram e nunca houve férias nesses casos).

Por isso, V. Ex.ª logo recuou e, assim, se apressou a permitir que fossem organizados mapas de férias, para os magistrados e funcionários judiciais, em meses que não o de Agosto.

E assim garantiu que todos gozassem, pelo menos, 30 dias de férias de Verão, independentemente de serem ou não em Agosto e, em simultâneo, declarando que o encerramento dos tribunais só decorre de 1 a 31 de Agosto, em jeito de milagre da multiplicação dos pães. O que é obra. As férias decorrem apenas durante o mês de Agosto… mas só para alguns. Para outros (leia-se, magistrados e funcionários judiciais) decorrem ou podem decorrer – como V. Ex.ª bem sabe - algures entre 15 de Julho e meados de Outubro. O que era impensável no regime anterior em que as férias judiciais decorriam exclusivamente de 15 de Julho a 15 de Setembro. Mais: há até quem, agora, neste seu novo regime, Senhor Ministro da Justiça, goze mais de 30 dias de férias…(como V. Ex.ª igualmente bem sabe, Senhor Ministro).

Quando a magistratura o «apertou», V. Ex.ª, Senhor Ministro da Justiça, bem que recuou!!! E DE QUE MANEIRA… E sem que o cidadão comum disso se apercebesse. O que é obra. E isto porque o cumprimento dos prazos pelos Advogados, quando o sistema judicial está como a «Inês posta em sossego», confere uma aparente credibilidade à medida de V. Ex.ª, Senhor Ministro da Justiça.

Mas já pensou, V.Ex.ª, Senhor Ministro, no que isto vem a dar? Terá V. Ex.ª verificado o que daqui resulta, ou será que apenas lhe interessa o risível e falso número estatístico que, em milionésimos percentuais, ridiculamente veio apresentar com pompa e circunstância nos meios de comunicação social?

V. Ex.ª, Senhor Ministro, terá já reflectido no que acontece a um processo que esteja distribuído a um magistrado que se encontre de férias?
V.Ex.ª, Senhor Ministro, sabe quem faz o serviço de um funcionário que se encontre de férias e que não seja urgente?
V.Ex.ª, Senhor Ministro, sabe o que acontece a uma peça processual que um Advogado entregue na secretaria judicial dirigido a um processo distribuído a um magistrado que se encontre em gozo de férias? Ou que seja destinado a um processo da responsabilidade de um funcionário que se encontre de férias?

Com toda a certeza que não sabe, Senhor Ministro. Porque se o soubesse não tinha determinado o que determinou. E para não ir procurar saber, à pressa, do que estou a falar, e para, assim, não perder mais tempo com coisas inúteis, eu adianto-lhe, desde já, a resposta, Senhor Ministro: o processo fica parado, na prateleira, à espera que o magistrado ou o funcionário regressem de férias. Mas, entretanto, o Advogado teve que cumprir o prazo de que dispunha porque entre 15 e 31 de Julho ou entre 1 de Setembro e meados de Outubro, a lei, a Sua lei, Senhor Ministro da Justiça, determina que não há férias e, por isso, os prazos não se suspendem.

É que, tendo V. Ex.ª perdido a guerra que encetou com a magistratura e os funcionários judiciais, acabou por pôr em vigor uma lei que apenas se destina aos Advogados. E Senhor Ministro, como com toda a certeza aprendeu nos bancos da faculdade de direito, as leis devem ser gerais e abstractas e não podem ser feitas à medida de quem quer que seja ou deste ou daquele interesse.

Já percebe, agora, por que passaram os Advogados a detestá-lo, Senhor Ministro da Justiça? E porque o detestam ainda mais nesta altura do ano em que lhes foram sonegadas as merecidas férias, com as respectivas famílias? Devido a uma medida que revela total desconhecimento do funcionamento dos tribunais e de todo o sistema judiciário? Medida essa proveniente do Ministério da Justiça?

É que depois, Senhor Ministro da Justiça, em Agosto, basta «entrar» no escritório de cada um de nós, Advogados em prática isolada – e não pode pretender obrigar os Advogados a trabalhar em esquemas societários, sejam eles quais forem – uma providência cautelar ou um processo com arguido preso, ou vários deles, e, nesse mês, nem um único dia de férias poderemos gozar. E V. Ex.ª de férias, Senhor Ministro da Justiça. Em calções de banho na praia, ou de calções a passear na serra com a família ou a petiscar à sombra de uma qualquer árvore e de barba feita.

E já pensou, Senhor Ministro, nas famílias dos cidadãos que são partes ou testemunhas ou declarantes ou peritos nos processos com diligências marcadas para a segunda quinzena de Julho ou a primeira de Setembro, que marcaram para esses períodos as respectivas férias, normalmente coincidentes com as férias escolares dos seus filhos? Período normalmente escolhido para gozo de férias por ser MUITO MAIS BARATO do que o mês de Agosto? Ou, como as custas judiciais, também o custo das férias do cidadão é irrelevante para V. Ex.ª, Senhor Ministro que devia ser da Justiça?

Por isso, a grande maioria dos Advogados passou a detestá-lo, Senhor Ministro da Justiça. Porque V. Ex.ª não tinha nem tem o direito de retirar aos Advogados, às respectivas famílias e aos restantes cidadãos (embora grande parte destes ainda não tenha consciencializado o alcance da medida. Fá-lo-á quando o julgamento que aguarda há anos, «lhe saia para um 31 de Julho» em que as suas testemunhas estejam todas de férias!) o direito efectivo a férias, merecidas e descansadas.

Exactamente, por isso, dantes, Senhor Ministro da Justiça, as férias judiciais de Verão decorriam durante dois meses. Certos. Nem mais, nem menos. E dessa forma podíamos gerir o tempo, trabalhando os processos urgentes em férias, estudando os não urgentes, analisando e estudando a nova legislação e jurisprudência, preparando o novo ano judicial que se aproximava. E nunca conseguíamos gozar os 30 dias de férias. Mas gozávamos 10 ou 15 dias que fossem. Já era alguma coisa.
Além de que o cidadão será fortemente penalizado pela manifesta falta de tempo do Advogado para enquadrar jurídica e factualmente os respectivos problemas. Porque as férias do Advogado nunca se destinaram apenas a «ir a banhos».

Percebe por que o detestamos, Senhor Ministro da Justiça?

Eu bem que tinha razão quando, na Convenção das Delegações da Ordem dos Advogados, em Maio de 2005, em Cascais, pedi insistentemente a demissão de V. Ex.ª, Senhor Ministro da Justiça. Nem eu sabia como viria a ter tanta razão. Falava eu então dos comentários – despropositados e reveladores de total desconhecimento do sistema judiciário – que V. Ex.ª, Senhor Ministro da Justiça, se permitiu aí tecer, da parte da manhã, a propósito das férias judiciais, da acção executiva, do apoio judiciário (como foi confrangedor ouvir V. Ex.ª, Senhor Ministro da Justiça, dizer que conhecia bem o problema do apoio judiciário porque também tinha uma filha que era Advogada estagiária…) e do excessivo volume de serviço existente no Supremo Tribunal de Justiça causado por processos por condução com álcool -pasme-se! - como se esses processos fossem da competência desse tribunal….

Lembrar-se-á, V. Ex.ª, Senhor Ministro, que o seu Ministério é, precisamente, o da JUSTIÇA!?

E que sem Advogados não há Justiça?
Passe umas boas férias.

Porto, 14 de Agosto de 2007

O Presidente do Conselho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados

Rui da Silva Leal

sábado, 18 de agosto de 2007

CUZCO DESTRUIDA



Uma das minhas cidades preferidas, practicamente arrasada.
Que coisa mais triste.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Nem sempre se ganha

Maior queda dos últimos 5 anos: -4,5%




quarta-feira, 15 de agosto de 2007

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

sábado, 11 de agosto de 2007

TONY WILSON (1950-2007)




Tony Wilson faleceu ontem vitima de ataque cardiaco, quando recebia tratamento contra um cancro no figado. Tinha 57 anos.
Tony Wilson foi o fundador da mitica Factory Records e dono do também mitico Hacienda Clube.
Foi o responsável pelo lancamento de bandas como os Joy Division, New Order and Happy Mondays, entre outras, dando inicio ao aparecimento da chamada Manchester music scene.

RIP

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

WALK ON




And love is not the easy thing
The only baggage that you can bring
Love is not the easy thing
The only baggage you can bring
Is all that you can't leave behind...

And if the darkness is to keep us apart
And if the daylight feels like it's a long way off
And if your glass heart should crack
And for a second you turn back
Oh no, be strong

Walk on, walk on
What you got, they can't steal it
No, they can't even feel it
Walk on, walk on
Stay safe tonight

You're packing a suitcase for a place none of us has been
A place that has to be believed, to be seen
You could have flown away
A singing bird in an open cage
Who will only fly, only fly, for freedom

Walk on, walk on
What you got, they can't deny it
Can't sell it, or buy it
Walk on, walk on
You stay safe tonight

And I know it aches
How your heart, it breaks
You can only take so much

Walk on...
Walk on...

Home...
Hard to know what it is, if you never had one
Home...
I can't say where it is, but I know I'm going
Home...
That's where the hurt is...

And I know it aches
And your heart, it breaks
And you can only take so much

Walk on...

Leave it behind
You got to leave it behind
All that you fashion
All that you make
All that you build
All that you break
All that you measure
All that you feel

All this you can leave behind

All that you reason, (it's only time)
(And I'll never fill up all I find)
All that you sense
All that you scheme
All you dress-up
All that you've seen
All you create
All that you wreck
All that you hate

terça-feira, 7 de agosto de 2007

AS MINHAS IMAGENS DO MUNDO 7


Aguardando a hora de partir

domingo, 5 de agosto de 2007

O Algarve

Muitos portugueses que trabalham no sector do turismo no Algarve preferem tratar melhor os estrangeiros do que os seus compatriotas. Devo carregar comigo, eu também, um pouco dessa estupidez lusitana, porque sou incapaz de compreender os benefícios decorrentes da discriminação negativa dos turistas, em função da sua nacionalidade.

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Paz na Feira

Aproveitem enquanto existe.



Faltam cerca de 9 horas para o início do Festival da Bifana e da Cerveja Temática...

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

português, uma língua traiçoeira?


audrey hepburn, george peppard - breakfast at tiffany´s, 1961. A partir da novela com o mesmo nome de Truman Capote.

terça-feira, 31 de julho de 2007

finalmente cambodja

Não que a justiça possa alguma vez ser feita... Como pode tal acontecer, quando se aniquilam em processos devidamente sistematizados para tal, 1,7 milhões de pessoas em 4 anos (1974-1979)? Foi essa a história do Cambodja e do terror ideológico a que o mesmo foi sujeito pelos Khmers Vermelhos. Há uns tempos aqui se falou nisso (ver aqui), de como parecia incrível que a comunidade internacional que vale tanto para algumas coisas, deixasse no limbo o horror cambodjano, enquanto os algozes do seu povo, morriam de velhice nas suas casas, sem que as atrocidades cometidas há 33 anos atrás fossem objecto de denúnica e de julgamento prório para a história.
33 anos passados (e é incrível como para determinadas situações se enchem os jornais com a extradição de um ditador sul-americano, por comparação com 33 anos de silêncio generalizado sobre o cambodja e o respectivo genocídio) eis a primeira acusação formal: Duch (Kang Kek Ieu) é acusado de crimes contra a humanidade.
Curiosamente, é o mesmo indivíduo que se sentava cá fora junto a um palheiro, como se nada fora, quando lhe tiraram a fotografia que ilustrou o post anteriormente colocado no Feirafranca...

cuba livre!

A forma absolutamente estalinista como as autoridades cubanas ordenaram o imediato embarque da sua delegação desportiva aos jogos pan-americanos - temendo uma fuga generalizada dos seus atletas para outros países - diz bem de como qualquer ilusão àcerca do regime cubano, àcerca do seu real totalitarismo e arbitrariedade, é perfeita cegueira. Contudo, há ainda quem admire a figura sinistra do ditador Fidel e provavelmente, quem em nome dessa iconografia utópica (feita na realidade de repressão e opressão) ainda passe a mão pelo pêlo do seu irmão Raúl... O nosso dever, é chamar os bois pelos nomes!

Abaixo Fidel e o seu Regime, Viva uma Cuba Livre!

sexta-feira, 27 de julho de 2007

the gifted and talented to the stage


jump - madonna, confessions tour, 2006.

quinta-feira, 26 de julho de 2007

a insustentável leveza do raciocínio


Motard A: "E então, também foste ao concerto do Jó Cocker?"
Motard B: "És mesmo ignorante... Não é Jó Cocker pá, é Joy Cocker!"

"A Saúde melhorou muito em Portugal"

O homem que mete no mesmo saco a sida, a tuberculose e as... CÁRIES!!!



quarta-feira, 25 de julho de 2007